sexta-feira, 1 de abril de 2011

Professor Carlos Alberto realizou lançamento do livro "aquirinas"



Aconteceu nesta noite desta quinta-feira (31/03), o lançamento do livro: Aquirianas, Mulheres da Floresta na História do Acre.

O Autor do livro é o Professor-doutor Carlos Alberto Alves de Souza, ele é Professor de História na Universidade Federal (Ufac) do Acre há 31 anos e diretor da Universidade Norte do Paraná (Unopar) no Acre, ele  fez o lançamento de seu livro "Aquirianas - Mulheres da Floresta na História do Acre" em Feijó, o evento foi realizado no Pólo da Unopar. Dezenas de alunos da Instituição, prestigiaram o lançamento.

De acordo com o professor, o livro foi escrito numa perspectiva de história social para tentar fazer justiça  às mulheres trabalhadoras rurais, que sempre foram excluídas da história. “A historiografia do Acre, da Amazônia e do Brasil, como um todo, sempre foi uma história masculinizada. Nunca trabalhou numa perspectiva dos sujeitos que ficaram de fora da história como as mulheres”, destacou. Em sua tentativa de trazer para o palco da história as experiências sociais vividas por mulheres trabalhadoras rurais, ele as denomina "aquirianas", para que a historiografia acreana possa ter um novo olhar sobre sua história e traga novos agentes sociais à tona.

Segundo o autor, quando as mulheres nordestinas se encaminharam para a Amazônia, elas tiveram importante papel na formação da cultura local. Os historiadores, porém, que escreveram sobre a história dos seringais sempre trataram das obras dos homens e se esqueceram das mulheres que também vieram para a região e formaram a cultura, formaram um modo de vida, produziram, trabalharam, morreram e conseguiram, junto com homens e crianças, formar um modo de vida na nova terra.

Para o professor, seu livro é  um ponto de partida para outros historiadores se preocuparem em trabalhar não apenas com as mulheres, mas com os índios, negros, prostitutas, bandidos, mendigos e pessoas que sempre ficaram de fora dos registros.









 

Fonte: FeijoAcre

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites